Please reload

Posts Recentes

As 3 habilidades de pessoas com alta ‘inteligência emocional’ no trabalho

July 30, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

As principais tendências para o mercado de trabalho em 2020

January 17, 2020

O mercado de trabalho tem passado por mudanças sem precedentes, com novas tecnologias mudando a maneira como as empresas encontram, contratam e retêm talentos. “Estamos vivendo uma revolução no campo da tecnologia em Recursos Humanos. A inteligência artificial passou de um sonho especulativo para um conjunto crescente de aplicativos de RH acessíveis e fáceis de usar”, diz o relatório Job & Hiring Trends for 2020, publicado pelo time de Pesquisa Econômica do Glassdoor e assinado pelo economista-chefe Andrew Chamberlain.

 

Embora esse cenário de rápidas mudanças possa provocar ansiedade em muitos profissionais, também apresenta enormes oportunidades para as empresas nestes próximos anos. O que está por vir? O relatório detectou as principais tendências de RH para 2020 – e que provavelmente irão moldar a próxima década.

 

1 – Inteligência artificial como parceira de gestão

 

Após anos de especulação sobre inteligência artificial no local de trabalho, 2019 trouxe uma visão de como pode ser o futuro do trabalho com IA. Já existe a possibilidade de usar inteligência artificial para tarefas de gestão, como feedback em tempo real aos funcionários, monitoramento de desempenho e automatização de tarefas rotineiras dos líderes de equipe. Com isso, os gerentes podem se concentrar na estratégia, criatividade e mentoria, oferecendo uma poderosa vantagem competitiva para empresas capazes de aproveitar essa tendência.

 

 

2 – É o início de uma década “culture-first”

 

Seguindo uma tendência que já vem se mostrando há algum tempo, 2020 deve inaugurar de vez uma nova era do “culture-first”, em que a cultura do local de trabalho será um elemento central para as empresas. Em um mundo cada vez mais atento à transparência e responsabilidade corporativa, uma cultura forte não é mais um detalhe interessante, mas sim uma estratégia de negócios.

 

Já é sabido que a cultura tem um impacto significativo na capacidade da empresa de recrutar e reter os melhores talentos. Uma pesquisa recente do Glassdoor confirmou que os profissionais têm valorizado mais a cultura de uma empresa do que o próprio salário. Hoje, os candidatos já podem ter uma visão privilegiada da cultura organizacional de uma empresa por meio de plataformas como Glassdoor e redes sociais. Por isso, não basta que as empresas falem sobre cultura: elas precisam colocar em prática aquilo que pregam.

 

3 – Possível recessão econômica

 

A guerra comercial em curso com a China está desacelerando a indústria nos Estados Unidos, reverberando para outros setores e tornando o risco de recessão maior do que em qualquer outro momento da década – e isso afeta todo o globo. Como as empresas podem se posicionar para enfrentar uma possível desaceleração econômica? A primeira lição sobre a contratação durante uma recessão é que a atração de talentos ainda será um grande desafio, visto que a oferta aumenta, mas os talentos de qualidade ficam mais escassos. É nesse momento que o RH deve apostar nas fontes que entregam candidatos de qualidade.

 

4 – Diversidade e inclusão serão prioridade

 

Nos últimos anos, as conversas sobre diversidade e inclusão no mercado de trabalho se intensificaram. Uma pesquisa do Glassdoor mostrou que 64% dos trabalhadores alegam que sua empresa está investindo mais em diversidade e inclusão do que em anos anteriores. Em 2020, à medida que as empresas seguem orientadas para o movimento de construir equipes mais diversas e inclusivas, a expectativa é que as contratações para alta e média gerência tragam líderes cada vez mais alinhados com esse propósito e que ajudarão a levar essa missão adiante.

 

5 – Baby Boomers no mercado por mais tempo

 

A força de trabalho que mais crescerá na próxima década não é a geração Millennial ou os recém-chegados da geração Z, mas sim os Baby Boomers. A população a partir dos 65 anos está trabalhando por mais tempo e esse cenário não deve mudar tão cedo: essas pessoas estão mais saudáveis, trabalham em empregos que exigem menos fisicamente e dependem mais dessa renda do que as gerações anteriores. A tendência é que as empresas passem a valorizar cada vez mais os diversos benefícios em absorver esses talentos. Além da óbvia vantagem de se poder contar com profissionais experientes e maduros, uma força de trabalho mais heterogênea nesse sentido também significa maior diversidade cognitiva – um fator valioso para impulsionar a criatividade e a inovação.

 

6 – Maior presença do celular na hora da contratação

 

Mais de uma década atrás, o lançamento do iPhone da Apple mudou para sempre a forma como o mundo acessa a internet – e os dispositivos móveis logo se tornaram onipresentes e passaram a ser usados, entre uma infinidade de coisas, para pesquisar sobre empresas e até mesmo aplicar a vagas de emprego. O uso de desktops tradicionais tem diminuído rapidamente, e essa mudança tem enorme impacto na experiência do candidato. Em 2020, as empresas deverão simplificar seus sistemas de candidaturas, tornando a experiência móvel mais fácil e amigável para os profissionais, sob o risco de perder bons candidatos por conta de burocracia, formulários gigantes ou sites de difícil navegação.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga