Please reload

Posts Recentes

Veja quais são os cargos e as carreiras que devem bombar em 2021

November 11, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Fique de olho nas soft skills mais procuradas pelas empresas

October 19, 2020

Levantamento foi feito com base nas necessidades das mais de 16 mil companhias que buscam por candidatos na plataforma todos os dias

Comunicação assertiva, aprendizagem contínua, autogerenciamento, capacidade de resolução de problemas e relacionamento interpessoal. Essas são as cinco soft skills (habilidades comportamentais) mais procuradas pelas empresas em 2020, segundo a Revelo, empresa de tecnologia para área de recursos humanos da América Latina, que tem em sua base 16 mil empresas e 1.5 milhão de candidatos cadastrados. Ao fazer o cruzamento entre o que as companhias precisam contratar e quais são as habilidades dos candidatos, a Revelo consegue identificar quais são as soft skills mais buscadas e também aquelas que mais faltam no mercado.

 

“Hoje, o mercado de trabalho exige profissionais com qualificação técnica (hard skills). Porém, existem outras competências não tão fáceis de serem mensuradas e explicadas em entrevistas, mas que são igualmente importantes. Elas afetam diretamente os relacionamentos no ambiente corporativo e, consequentemente, a produtividade da equipe. Por exemplo, a forma como um profissional lida com as suas emoções, como resolve problemas e seu jeito de se comunicar com o colega de empresa”, comenta Patrícia Carvalho, CMO da Revelo.

 

As soft skills são características complementares que podem e devem ser desenvolvidas por todos os indivíduos atuantes no mercado de trabalho. Em 2020, a primeira posição do ranking das habilidades mais buscadas pelas empresas é da comunicação assertiva. “Passar mensagens com clareza é indispensável para a equipe e para a liderança. Afinal, as consequências de uma demanda interpretada erroneamente podem ser diversas. Além disso, é responsabilidade do comunicador garantir que a mensagem chegue ao ouvinte de forma clara”, reforça Patrícia.

 

Em segundo lugar no ranking está a aprendizagem contínua. A empatia e a capacidade de aceitar e dar feedback podem fazer a diferença.  Já o autogerenciamento ocupa a terceira posição. “É característica imprescindível para ser mais produtivo e motivado no trabalho. A capacidade de se autogerenciar é saber definir os objetivos para o próprio desenvolvimento. Além disso, é o exercício de empatia, a metodologia de comunicação não violenta cria pontes e melhora o clima das equipes”, destaca a CMO da Revelo.

 

No quarto e quinto lugar, consecutivamente, a postura de resolução de problemas e condução de relacionamento interpessoal.  A quarta skill vai além da decisão de solucionar empecilhos do dia a dia. É a capacidade de decifrar questões nem sempre tão bem determinadas, fragmentando o problema até alcançar a solução. Já a conduta interpessoal necessita que, independentemente de ter ou não afinidade com os colegas de trabalho, é preciso interagir bem para uma convivência harmônica. “A diversidade é um exercício diário nas empresas”, reforça a executiva. 

 

“Todas essas habilidades comportamentais são avaliadas no momento de escolher um candidato e são vistas desde o primeiro minuto de uma entrevista de trabalho. São características que sinalizam se o profissional vai ter êxito no trabalho ou não”, finaliza Patrícia.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Post Roll Comunicação e Marketing Digital

Copyright © 2020 Martins & Bueno

Todos os direitos reservados

mbrh@mbrh.com.br | (31) 3194-3300

Av. do Contorno, 5417 - 6º e 9º andares

Belo Horizonte, MG - CEP 30110-925

  • Facebook Martins & Bueno
  • LinkedIn Martins & Bueno
  • Instagram Martins & Bueno