Copyright © 2020 Martins & Bueno

Todos os direitos reservados

mbrh@mbrh.com.br | (31) 3194-3300

Av. do Contorno, 5417 - 6º e 9º andares

Belo Horizonte, MG - CEP 30110-925

  • Facebook Martins & Bueno
  • LinkedIn Martins & Bueno
  • Instagram Martins & Bueno
Post Roll Comunicação e Marketing Digital
Please reload

Posts Recentes

Habilidades sociais estão cada vez mais valorizadas

November 11, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Atenção: processos seletivos consideram o comportamento online dos candidatos

May 10, 2019

Recrutadores avaliam redes sociais dos selecionados para traçar perfis pessoal e profissional, além do posicionamento público sobre assuntos ligados à empresa.

As redes sociais passaram a fazer parte dos processos de seleção. Os recrutadores consideram a presença virtual dos candidatos uma importante forma de avaliação do perfil buscado para aumentar a assertividade nas escolhas. Para muitos especialistas, essa tendência veio para ficar.


“Da mesma forma que procuramos emprego online, cadastrando o currículo em sites de agências de emprego, as empresas também avaliam a imagem dos candidatos na internet para conhece-los melhor” afirma Rodrigo Ribeiro, consultor de carreira do CPS (Cedaspy Professional School), rede de capacitação de jovens para o mercado de trabalho.

 

Para Ribeiro, as redes sociais se tornaram o cartão de visita e complementam o currículo. “Tomar cuidado ao escolher as fotos de perfil, de capa e ter bom senso ao postar imagens com bebidas alcóolicas e cigarros da moda são essenciais para não passar ao recrutador uma imagem negativa”, alerta o especialista. “Já fotos com parentes, em um ambiente descontraído, demonstram positivamente os valores familiares”, completa.

 

Quem está empregado também deve tomar cuidado com suas redes sociais porque é considerado, publicamente, um representante da empresa. O recrutador associa o comportamento nas redes sociais à imagem da companhia. Por isso, ao postar conteúdos negativos, polêmicos ou inadequados, o funcionário ou candidato perde pontos nos processos seletivos internos e externos. Segundo o consultor do CPS, é preciso chegar ao equilíbrio e evitar assuntos controversos, como política e religião.

 

Por outro lado, as redes sociais podem trazer benefícios para quem busca recolocação. Publicar projetos que geraram bons resultados são percebidos de forma positiva pelo recrutador. O mesmo acontece com o engajamento em causas humanitárias, projetos sociais, ONGs ou com atividades pessoais positivas, como esportes, jardinagem etc.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga